Páginas

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

DESPERTAR

Reino de esperanças que desperta,
aurora que desvela a realidade,
hora de deixar a porta aberta
para a entrada do amor que a tudo invade.


Momento de sublime encantamento,
para o espírito sedento, a eternidade,
é o fim de toda dor e sofrimento,
falam os anjos que anunciam a verdade.


Pouco a pouco a luz de Deus se aproxima
dos guetos onde a dor tem sua morada
e até os abismos mais profundos ilumina
e seus raios são o anúncio da alvorada.


Os sinos dobram e repicam sem cessar,
clamando a todos que despertem com alegria,
incenso e mirra já perfumam todo ar,
dos novos tempos já se ouve a melodia.


Sementes são lançadas pelo chão
e o solo fértil as recebe com amor,
seus doces frutos logo irão alimentar,
os homens justos que buscarem seu sabor.


A passos rápidos, o amor se faz presente,
trazendo paz e conforto ao coração,
É o encontro com o Eterno, frente a frente,
Criador e criatura, em comunhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário